31/05/2016

Read in May


Este mês li cinco livros todos diferentes uns dos outros.
2 Clássicos, 1 Banda Desenhada, 1 Livro Técnico e 1 Conto.
3 Livros físicos e 2 digitais.

This month I read five books all different from each others.
2 Classics, 1 Comic books, 1 Technical book and 1 Short-Story
3 physical Books and 2 digital books




1) Frankenstein by Mary Shelley
É um clássico que ainda hoje domina a nossa cultura visual e literária. Apesar do que conhecemos sobre Frankenstein muitas vezes não ter a ver com o livro em si. Gostei do livro, apesar de não ser nada do que estava à espera. Penso que representa muito bem a literatura da época. Não é a primeira coisa que li da Mary Shelley. Anteriormente li alguns contos góticos e que se podem considerar do género de horror. É interessante como o livros nos faz questionar quem é o verdadeiro monstro - o criado ou o criador.

It's a classic that in these days is still relevant in our literary and visual culture. Although what most of us know about Frankenstein most of the times has nothing to do with the actual book. I liked the book, although it wasn't what I was expecting. I think it's an excellent representation of the period literature. It's not my first Mary Shelley book. I've read from her some of her ghotic/horror short stories. And it's interesting who the book makes us question who is the real monster - the created or the creator.

2) Design for Real Life by Eric A. Meyer, Sara Wachter-Boettcher
Os livros publicados pela editora a book apart são muito interessantes. A maioria são virados para designers de web, mas há alguns que se podem aplicar a vários outros ramos do design. Achei muito interessante as questões colocados no livro - que aliás só veio confirmar-me que o design depende bastante das questões colocadas ao cliente, mas também como as questões são colocadas. O livro está muito virado para o tipo de perguntas que se colocam aos usuários de um certo site. Que perguntas é que se costumam fazer, como se podem reformular perguntas para que possam ser o mais inclusivas o possível, etc. O que torna tudo ainda mais interessante e verosímil é o facto de usarem case studies. Se forem designers recomendo que espreitem este e outros livros da editora (nomeadamente Design is a Job do Mike Monteiro ou Just Enough Research da Erica Hall)

The books by publisher a book apart are always interesting. Most of them are more for web-designers, but a few can be applied to other design matters. I thought that this book was very interesting. It's very focused on questions on online surveys or questions a website does to it's users. Which questions are usually made, and how you reformulate questions for them to be more inclusive, etc. What makes this even more interesting is the use of case studies with real cases. If you're a designer check this publisher books (I recommend Design is a Job by Mike Monteiro and Just Enough Research by Erica Hall).

3) Harrow County vol.1: Countless Haints by Cullen Bunn (Author), Tyler Crook (Illustrator)
As ilustrações todas a aguarela fizeram-me ficar completamente perdida por esta banda desenhada. A mistura de pequenas cidades perdidas por detrás de sol posto, algures na América, misturada com bruxas foram a segunda razão para ficar entusiasmada. Neste primeiro volume ficamos a conhecer algumas personagens, mas na verdade ficamos com mais perguntas do que respostas. Estou entusiasmada para continuar a ler o vol.2 e potencialmente o vol.3.

The watercolour illustrations make me be completed hooked to the comics. Also the mix of small towns in god's know where and witches where the second reason to be excited by this comic. In this first comic we meet some characters, but we stay with more questions than answers. I'm excited to keep reading and moving forward to vol.2 and 3.

4) Grimm's Fairy Tales
Outro clássico que me ocupou as leituras do mês. 500 páginas de contos tradicionais contados pelos Irmãos Grimm. Eu adoro contos tradicionais, sejam portugueses, ingleses, alemães, russos, etc. É particularmente interessante ver que alguns dos contos em Portugal são também contados noutros países (com as suas várias variações, claro). Normalmente as minhas histórias preferidas não são as mais clássicas. Em baixo fica a lista dos meus contos preferidos deste livro.

Other classic that occupy most of my month readings. 500 pages of traditional tales told by Grimm Brothers. I love traditional tales, portuguese, english, german, russian, etc. And it«s quite interesting to see that same tales that are told here have similar versions across the world. Usually my favourite stories are not the most known ones. Bellow it's a list of my favourites of this book.

The Twelve Brothers, The Valiant Little Tailor, Old Mother Frost, The Godfather Death, The Golden Bird, The Feather Bird, The Six Swans, Briar Rose, King Thrush-Beard, The Twelve Hunters, Snow-White and the Seven Dwarfs, The Knapsack, the Hat, and the Horn, Roland, The Juniper Tree, The Little Farmer, Jorinde and Joringel, Catherine and Frederick, The Two Brothers, How Six Traveled Through the World, The Queen Bee, The Clever Grethel, The Two Wanderers, Bearskin, The Jew Among Thorns, The Goose Girl, The Three Army Surgeons, The Shoes Which Were Danced to Pieces, The Six Servants, The Old Woman in the Wood, Simeli Mountain, Snow-White and Rose-Red, The Nix in the Pond, The Goose-Girl at the Well, The Hare and the Hedgehog, The Master-Thief, The Boots Made of Buffalo-Leather.

5) The Grownup by Gillian Flynn
Gillian Flynn tornou-se numa das minhas escritoras preferidas quando em 2008 entrei na Bertrand do Chiado e descobri o primeiro livro dela - Objectos Cortantes. The Grownup pequeno livro têm apenas um conto que foi criado para uma antologia criada pelo autor George R. R. Martin, mas que foi re-editado sozinho o ano passado para aproveitar a onda de sucesso que a autora estava a ter com o Gone Girl. Gillian Flynn nunca desilude, apenas surpreende.

Gillian Flynn become one of my favourite authors when in 2008 I walked in a bookstore and I found out her first book - Sharp Objects. The Grownup is a little book and it only has one short-story and it was created for a anthology by author George R. R. Martin, but it was re-edited alone last year to enjoy the bandwagon of success of her book Gone Girl. Gillian Flynn never disappoints, only surprises. 





*Sou afiliada do Bookdepository, alguns dos links dos livros em irão dar a este site, onde podem saber mais sobre os livros e até comprá-los.
*I'm a Bookdepository affiliatte some links on my book posts will be to their site, where you can find more about the books and even buy them. 

2 comentários:

  1. Também esperava que Frankenstein fosse completamente do que é na realidade. E questionei-me sobre isso durante todo o livro, sobre quem era realmente o monstro.
    Também gosto muito de contos tradicionais, embora ultimamente não tinha lido muitos.
    Fiquei com imensa curiosidade em relação aos outros livros de Gillian Flynn depois de ter lido Gone Girl. Sem dúvida que vou ler outros dessa autora!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No próximo Female Authors devo ir falar dos livros da Gillian Flynn. Pode ser que te ajude a escolher o próximo :D
      Eu sou um bocado viciada em contos tradicionais, agora que li estes em inglês fiquei com vontade de ler contos de outros países.

      Eliminar

Deixe aqui o seu comentário // Leave us a comment