Sketchbook Friday 07|52

fevereiro 18, 2018


Esta semana não desenhei, por isso decidi aproveitar para vos falar dos diários gráficos que estou a usar no momento.

São três (na realidade são cinco! Um dos que não vou mostrar é para ilustrações, porque têm um papel mais grosso em que gosto de usar as Ecolines e os marcadores Copic. O outro que não vos vou mostrar foi um diário gráfico que criei no início de 2017. É um bom diário gráfico para desenhar esboços de ilustrações, ou desenhos que quero vectorizar. Têm um papel sem textura, muito branco que funciona muito bem com ecolines, lápis e marcador preto).



O primeiro diário gráfico de que vos quero falar é da marca Talens Art Creation, têm 12 cm por 12 cm. Comprei-o na minha viagem à Madeira porque nunca tinha visto nenhum diário gráfico da marca em Portugal, e porque normalmente não costumo desenhar tão pequeno, mas achei que podia ser uma óptima ideia para o projecto Inktober do ano passado. O Inktober é um projecto criado por Jake Parker e consiste em fazer desenhos a tinta durante o mês de Outubro. A minha ideia o ano passado era desenvolver mais ilustrações à volta de uma personagem que criei - um esquilo chamado Chubby. Infelizmente só terminei uma das ilustrações durante o mês de Outubro. No entanto tenho vários esboços neste diário gráfico todas à volta desta personagem. O papel deste diário gráfico é ligeiramente amarelado e acetinado. Funciona muito bem com lápis e marcadores.

O segundo diário gráfico é a minha mais recente aquisição. É também da marca Talens Art Creation, mas é A5. O papel têm textura e simplesmente divinal de desenhar a lápis (ou outras técnicas secas). Tenho usado este diário gráfico para fazer desenhos à vista (como os desenhos que partilhei a semana passada). É um diário gráfico onde quero treinar desenhar a figura humana e animais, mas sem a pressão de criar desenhos bonitos ou sequer ilustrações. Sinto que preciso de treinar e este diário gráfico vai servir para isso. Por norma não gosto de diários gráficos de capa dura cosidos ou sequer de usar as duas páginas dos diários gráficos, mas é importante sair da nossa zona de conforto (de vez em quando).

O terceiro diário gráfico comprei em Agosto do ano passado. É A5 e de argolas - é o meu tamanho preferido de papel para desenhar, e os diários gráficos de argolas costumam ser aqueles com que estou mais confortável. Não é muito grosso, nem têm muita textura, mas aguenta aguarelas e Ecolines. É da marca Winsor & Newton. Ainda não usei tinta mas deve resultar muito bem. Este era o diário gráfico que estava a usar antes de começar os outros dois. Com este diário gráfico comecei a preencher mais as folhas, em vez de fazer um desenho por folha (como era o meu hábito). Gosto muito de usar os lápis Col-Erase da Prismacolor para desenhar neste caderno (são lápis de cor mas que dão para apagar - se não carregarmos muito quando desenhamos), infelizmente com estes lápis desenho muito ao de leve e depois não consigo fotografar o que desenhei. No entanto são bons lápis para criar a estrutura do desenho e depois usar lápis HB para as linhas finais.

Espero que tenham gostado desta publicação, e até para a semana com mais desenhos!

You Might Also Like

0 comentários

Deixe aqui o seu comentário // Leave us a comment

Sketchbook Friday 31/52

Em Julho desenvolvi um desafio pessoal. Durante 31 dias desenhei o esquilo Chubby e as suas aventuras. Chubby é uma personagem criada por...

Follow
© a outra mafalda 2013 - 2017. Com tecnologia do Blogger.